Transposições pelo mundo

 

Apresentação

 

A Integração do Rio São Francisco é um empreendimento de engenharia com alto grau de complexidade. A obra é semelhante a outras transposições no mundo, como na China, Espanha e Egito, em que a conclusão dos empreendimentos foi superior a dez anos. Confira abaixo, exemplos de transposições pelo mundo:

  • Projeto Colorado-Big Thompson, EUA: Conjunto de 12 reservatórios, 56 quilômetros de túneis e 153 quilômetros de canais que transpõem as águas do Rio Colorado a oeste das Montanhas Rochosas para sua vertente leste em direção ao Rio Big Thompson.Prazo de conclusão: 21 anos (1938 a 1959). Estimativa de custo: US$ 1,4 bilhão.
     
  • Sistema Hidrelétrico das Montanhas Snowy, Austrália: Conjunto de 16 reservatórios, sete usinas, uma estação de bombeamento, 145 quilômetros de túneis e 80 quilômetros de adutoras que coleta e armazena água que normalmente fluiria do leste para o litoral, sendo desviada do Rio Snowy para os rios Murray e Murrumbidgee.Prazo de conclusão: 25 anos (1949 a 1974). Estimativa de custo: US$ 820 milhões.
     
  • Projeto de Transferência de Água de Wanjiazhai, China: Conjunto de adutoras na região noroeste da Província de Shanxi, com três eixos distintos com 44, 100 e 167 quilômetros, extraindo água do Rio Amarelo-Huang He. Prazo de conclusão: 10 anos (2001 a 2011). Estimativa de custo: US$ 1,5 bilhão.
     
  • Projeto Hídrico das Montanhas do Lesotho, Lesotho e África do Sul: Conjunto de quatro hidrelétricas, adutoras e túneis localizados na fronteira entre os dois países. Prazo de conclusão: 19 anos (1983 a 2002). Estimativa de custo: US$ 4 bilhões (o projeto original previa quatro hidrelétricas e um orçamento total de US$ 8 bilhões).
     
  • Transposição Tejo-Segura, Espanha: Transferência de água da Bacia do Rio Tejo, localizada na vertente do Oceano Atlântico da Península Ibérica, para a Bacia do Rio Segura, região seca situada no sudeste da Espanha.Prazo de conclusão: 40 anos (1933 a 1973). Estimativa de custo: US$ 5,3 bilhões (valor atualizado).
     
  • Mar de Aral, Ásia Central, Rússia, Uzbequistão e Kazaquistão: Uma das alternativas estudadas para recuperar o mar de Aral é a construção de dois canais. Um partindo do Rio Volga - 800 quilômetros e estimado em US$ 8 bilhões - e outro dos rios Ob e Irtysh - 2.500 quilômetros e estimado em US$ 22 milhões. Prazo de conclusão: projetado para ser concluído em 20 anos. Estimativa de custo: US$ 30 bilhões.
     
  • Projeto do canal El-Salaam, Egito: Construção de adutora de 150 quilômetros que transportaria água de sistema de esgotos misturada à água do Rio Nilo do delta do rio para o Sinai. Prazo de conclusão: projeto. Estimativa de custo: US$ 2,8 bilhões.
     
  • Projeto Especial Chavimochic, Peru: Túneis, canais abertos, adutoras enterradas e sifões trazendo água para regiões mais elevadas dos rios localizados nas proximidades da costa norte do Peru. Prazo de conclusão: 10 anos (1986 a 1996). Estimativa de custo: US$ 2,15 bilhões.