Rota do Cordeiro - Semiárido Nordestino

Publicação: 04/02/2014 | 17:28

Última modificação: 10/07/2018 | 15:41

A ovinocaprinocultura representa importante atividade econômica para o Nordeste Semiárido (NSA), graças às condições favoráveis da região para a exploração da atividade e à diversidade de produtos que podem ser explorados comercialmente (carnes, peles, leite e derivados).

A Região Nordeste detém 91% e 57%, respectivamente, dos rebanhos caprinos e ovinos brasileiros (IBGE, dados de 2007).

O cartograma mostra a densidade do rebanho por município da região.

A dimensão da problemática da região do Nordeste Semiárido alimentou a decisão da estruturação da Rota do Cordeiro. Este projeto piloto das Rotas originou-se de uma proposta apresentada pela EMBRAPA Caprinos e Ovinos, que foi discutida e ampliada pela SDR-MI.
 

Análise do cenário:

  • Precárias condições tecnológicas, baixos índices de produtividade e a falta de informações de mercado confiáveis sobre a atividade;
  • Apenas uma pequena parcela do consumo passa pelo abate certificado em frigoríficos legalizados;
  • Baixa adoção de tecno­logia, aliada à escassa organização dos produtores, que desenvolvem a ovinocultura e a caprinocultura como atividades de subsistência.

Principais barreiras

  • Falta de regularidade na oferta: pratica­mente não há oferta nos meses do meio do ano, durante a estação seca, quando o consumo é favorecido;
  • Falta de padrão de produto: os animais abatidos são de raças e idades diferentes, e são criados com alimentação e manejo diversificado; e;
  • Falta de integração entre produção e abate: há predominância de operações de compra e venda no mercado spot por intermediários, com poucas estruturas contratuais ou estritamente coordenadas.

Objetivo Geral

O objetivo geral do Projeto é profissionalizar a cadeia produtiva da ovinocaprinocultura no NSA, articulando os subsistemas de produção, processamento e comercialização por meio da criação de sistemas agroindustriais integrados.

Objetivos Específicos

  • Garantir nutrição adequada e a baixo custo durante todo o ano;
  • Melhorar as condições de sanidade do rebanho;
  • Melhoramento padrão genético dos plantéis;
  • Ampliação da produtividade e rentabilidade do negócio;
  • Prover soluções inovadoras e sustentáveis para a ovinocaprinocultura no NSA;
  • Regularizar e padronizar a oferta dos produtos da ovinocaprinocultura;
  • Promover o abate legal e certificado de ovinos e caprinos;
  • Criar e certificar a marca regional do ovino e caprino do NSA;
  • Promover o consumo de produtos derivados da ovinocaprinocultura.